A PÁGINA DE ÂNGELO NOVO

 
 

Vivo em Portugal, nos arredores da cidade do Porto. Sou advogado e técnico jurista na administração pública local. Algumas notas biográficas minhas podem ser encontradas aqui.

Esta página porém pertence a Ângelo Novo, um personagem distinto e com uma vida própria. Ângelo Novo é um poeta e um revolucionário. A ordem dos factores não é aqui arbitrária. Foi no desenvolvimento e aprofundamento da sua linguagem poética que ele se foi aproximando da teoria, história e prática revolucionárias, nas quais se acabaria por fixar. Para si, poesia e revolução tendem a tornar-se sinónimos. Ângelo Novo é comunista. Pertence a um bando de fugitivos que permaneceram fiéis a um exército em debandada, mas conservando as suas altas ambições. "Estamos refugiados em cavernas no alto dos montes e estudamos um plano para resistir. Não procuraremos nos próximos tempos descer da montanha para contra-atacar o inimigo de frente. Mas, em concerto com outras tribos fugitivas, próximas ou longínquas, estamos determinados custe o que custar a esperar que chegue a nossa hora." (Toshihiko Sakai, Editorial do n.º 1 de "Shin Shakai" - A Nova Sociedade -, Tóquio, 1915).

A hora sente-se já próxima.

 

English version

 

 

 

Escritos juvenis:

Panfletos estudantis
(28 kb) programas eleitorias, comunicados, etc.

Movimento estudantil: algumas questões
(31 kb) reflexões incompletas de um dirigente académico

A Juventude abaulada nos recessos de após Abril
(42 kb) que fazer quando tudo se dissolve?

1984
(11 kb) anti-orwell

O Direito, a Justiça e a Liberdade
(30 kb) dissertação de fim de estágio para advocacia

Carta de desvinculação ao P.C.P.
(6 kb) até mais ver camaradas

O Suicídio: ponto da questão
(23 kb) embriagado de nietzscheanismo

 

 

 

Casos judiciais:

 

 

Um caso exemplar de provocação policial
(15 kb) cilada montada ao activismo anticapitalista

O julgamento dos "Quatro do Porto"
(44 kb) um caso exemplar de xenofobia institucional

 

 

 

Artigos políticos:

 

 

O que é o Direito de Ingerência?
(16 kb) imperialismo "humanitário"

Sobre a "construção" europeia
(22 kb) federação dos velhos imperialismos

Clinton e Zapata
(17 kb) quem encolheu o peso mexicano?

Ainda a Jugoslávia
(43 kb) polémica sobre a guerra civil bósnia

O Sionismo na encruzilhada
(16 kb) processo de Oslo, morte de Rabin

Tréplica a um impressionista dogmático
(60 kb) polémica com Francisco Martins Rodrigues

Rumo a um novo internacionalismo proletário
(22 kb) proletários de todos os países

Os mistérios da lusofonia
(14 kb) o acordo ortográfico da língua portuguesa

Globalizar a resistência, reinventar o mundo
(25 kb) sim, é possível um outro

Que outro mundo é possível?
(66 kb) por uma "esquerda de Porto Alegre"

11.9
(12 kb) que sinaliza o derrube das torres gémeas?

PCP: o estado das coisas
(31 kb) falência estratégica e obstinação paralítica

PCP: o legado de Cunhal
(54 kb) por temor reverencial

PCP e outras religiões
(23 kb) breve polémica com dois m-l

A estagnação do projecto imperialista global
(51 kb) O estado do "império" após Bush filho

A crise
(12 kb) Mudança de maré na história contemporânea

A liberdade de Gaza
(29 kb) Nós somos o povo, existiremos sempre

Que fazer hoje?
(10 kb) Encruzilhadas da crise global

Soares é fixe?
(12 kb) Andanças de um "animal político"

O regresso de Keynes ou talvez não
(19 kb) Pode o capitalismo ser quem não é?

Sombras chinesas no mundo
(16 kb) O proletariado oriental tem a vez e a ação

Rumo à Quinta Internacional?
(27 kb) Proletários de todos os países - II

A revolução democrática panárabe
(29 kb) Por uma nova primavera dos povos

O dia em que a Europa se desfez
(17 kb) A fatal tentação bismarckiana de Merkel

A agonia de Portugal
(60 kb) Esmagado pela sua burguesia rentista de sempre

O caso Snowden
(60 kb) O big brother numa esquina perto de si

Sobressalto na Europa
(71 kb) Novamente o espetro do socialismo

 

 

Recensões críticas:

 

 

Gene meu, gene meu
(12 kb) uma desmontagem do biologismo

Crítica a um livro de Marta Harnecker
(15 kb) uma estratégia equivocada

Refundação comunista: um revisionismo mais arejado
(18 kb) o último Lucien Sève

'Marxismo e Globalização' de Ronaldo Fonseca
(15 kb) um encontro feliz

Para onde vai a CGTP-IN?
(14 kb) um livro de Carvalho da Silva

Fidel contado como foi
(11 kb) a astúcia do herói

Desventuras de uma nova crítica crítica
(12 kb) contra a "crítica do valor" de Kurz e consortes

A história do P.C.P. na revolução dos cravos
(16 kb) O estranho caso do "golpe comunista" de 1975

 

 

 

Ensaios político-filosóficos:

 


Althusser: perigo de vida
(45 kb) balanço de uma aventura intelectual

Modernidade e mundialismo
(36 kb) querelas filosóficas de fim de século

O espectro do comunismo
(45 kb) mudar de vida

O ultra-imperialismo revisitado
(45 kb) quantos são os senhores do mundo?

Debate com Claude Bitot
(54 kb) comunismo, imperialismo, periferia

O estranho caso da morte de Karl Marx
(14 kb) conhece-se o móbil mas a arma do crime emperra

Globalização?
(23 kb) brutal ofensiva de uma nova-velha ortodoxia liberal

Diálogo sobre a sociedade do futuro
(60 kb) para onde vamos e como fazer a travessia

A questão do multiculturalismo
(15 kb) novos mitos da torre de babel

Que viva Moçambique!
(117 kb) reapreciação do socialismo africano (em construção)

Os Segredos da «sociedade da informação»
(37 kb) fim do valor, fim do capitalismo

Notas sobre o estado actual da questão imperialista
(43 kb) a cisão imperialista sobre o Iraque

Novos rumos do comunismo
(91 kb) como vamos lá chegar desta vez?

Constância, transformação e ruptura
(27 kb) teoria da história e comunismo

Democracia, capitalismo e revolução
(136 kb) mais poder para o povo, nenhum para o capital.

 

 

 

História do socialismo português:


 

Há um marxismo português? - I
(114 kb) receção de uma ciência revolucionária

Nos primórdios do comunismo português
(17 kb) os "maximalistas"

Carlos Rates e 'A Rússia dos Sovietes'
(28 kb) o primeiro fadista marxista

O PCP ao tempo da ditadura militar
(32 kb) no tempo de Bento G. e Bento C.

O PCP nos alvores do Estado Novo
(19 kb) o tempo dos durões inconsoláveis

O 18 de janeiro na história das ideias
(76 kb) a segunda vaga do movimento operário

 

 

Criação literária:

 


Exílio de Caim
(147 kb) poesia

Cartas do Visionário e mais nove poemas de Rimbaud
(45 kb) traduções

Poemas do Leste europeu
(17 kb) mais traduções

Os dias claros
(26 kb) eu e ela

Angelus Novus
(33 kb) ficção científica (incompleto)

O Fluxograma Global
(66 kb) teatro (incompleto)

Karl Marx
(316 kb) biografia em construção

Crónicas e bagatelas
(42 kb) algumas estórias de proveito e exemplo




- Sete ensaios para um outro mundo -

Prefácio aqui (8 kb)

Pedidos a Edições Mortas

(pesquisar autor Ângelo Novo)


"Leio jornais e revistas furiosamente. Vasculho a internet. (...) deixei-me enredar cada vez mais nessa grande insónia do mundo. E nela vou buscando incessantememnte - com aquela cólera e paciência de que falava H. M. Enzensberger - os fios de sentido com que se poderá tecer a única salvação possível."



Rumos Auspiciosos

 

. o comuneiro.com


Marxists Internet Archive

From Marx to Mao

Stimmen der proletarischen Revolution

Marxism Mailing List

Counterfire

Monthly Review

Jacobin

Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales

Filosofi@.cu

Cuba Siglo XXI

Marxismo 21

Revista 'Crítica Marxista'

Gramsci e o Brasil

Herramienta

Marxismo Crítico

Focus on the Global South

Europe Solidaire sans Frontières - ESSF

Contretemps

Resistir-Info

Diário Liberdade

Rebelión-Informacion Alternativa

Z Communications

IndyMedia

Popular Resistance

GNU Project and Free Software Foundation

LabourNet


Partidos e organizações políticas

Revistas e periódicos

Páginas e arquivos pessoais

Outros recursos

 


1997-2010 angelonovo@sapo.pt